CÂNCER DE GARGANTA – CAUSAS, SINTOMAS E TRATAMENTOS

Visualizações: 232

 

câncer de laringe, mais conhecido como câncer de garganta, acontece na maioria das vezes na região da cabeça e do pescoço. Ele acontece devido a mutações genéticas nas células, que crescem aceleradamente e costumam formar tumores (malignos) que podem se espalhar para outras áreas do corpo. O tumor pode se instalar em três áreas da laringe: a supraglótica, o glote ou subglote. A maior parte dos casos (cerca de 2/3) acontece na glote, região das cordas vocais.

O número de mortes pela doença, segundo dados do INCA (Instituto Nacional do Câncer) foi de 4.141 no ano de 2013, sendo que 3.635 foram homens. Desse modo, é possível afirmar que os casos ocorrem com maior frequência no sexo masculino.

CAUSAS DO CÂNCER DE GARGANTA

As causas ainda não foram cientificamente provadas, mas existe a teoria de que fatores, como o tabagismo influenciam na mutação da célula cancerígena. Outros prováveis fatores que influenciam na contração do câncer são:

  • Infecções com os vírus do papiloma humano (HPV)
  • Exposição a substâncias tóxicas, como o amianto
  • Consumo de álcool em excesso
  • Falta de vitamina A

SINTOMAS DO CÂNCER DE GARGANTA

Os sintomas do câncer de garganta variam em cada caso. Nem todos os pacientes apresentam sinais da doença, e aqueles que apresentam, muitas vezes confundem com sintomas de outras enfermidades.

Os principais sinais apresentados são:

  • Mudança de voz ou rouquidão da voz
  • Muita Tosse
  • Dor de garganta que costuma não curar
  • Sensação de desconforto na garganta, como se algo estivesse lá
  • Dificuldade ao engolir alimentos
  • Nódulo no pescoço
  • Perda de peso
  • Dificuldade ao respirar

COMO DIAGNOSTICAR O CÂNCER DE GARGANTA

Antes da realização dos exames específicos, o histórico familiar favorável ao desenvolvimento da doença pode ser um grande passo para se ter o diagnóstico. Após isso, é realizado o exame médico e depois, de acordo com os resultados, podem ser pedidos os exames específicos.

Esses exames são: tomografia computadorizada, ressonância magnética, radiografia de tórax e, por último, por biópsia do tumor. A biópsia é feita por incisão cirúrgica no pescoço, ou por meio da endoscopia.

TRATAMENTO PARA O CÂNCER DE GARGANTA

O tratamento para o câncer de garganta depende muito do grau da doença e do tamanho do tumor. Esses tratamentos são feitos “sob medida“ e varia de paciente para paciente. Os mais comuns são: as cirurgias, a radioterapia, a quimioterapia, terapia de prótons, terapias específicas e ensaios clínicos.

  • As cirurgias para a retirada do tumor maligno da laringe podem ser realizadas via endoscopia, laser ou por meio de robôs, tudo isso para permitir que ela afete o menos possível a deglutição e a fala.
  • A Quimioterapia é usada para diminuir ou matar as células do câncer e é usada frequentemente com as terapias, que são muitas.
  • A terapia da radiação, por exemplo, envolve a colocação de grânulos radioativos perto de do tumor. A Terapia de prótons é feita aplicando-se uma dose de radiação diretamente no tumor, sem prejudicar o tecido mais próximo.
  • Há também as terapias específicas e os ensaios clínicos. Nesses são usados drogas experimentais e o resultado não é garantido e  naqueles, são utilizados medicamentos específicos para impedir o crescimento da célula modificada.

Fonte: https://biosom.com.br

DOENÇAS DE ESTÔMAGO
upload/files/foto_medium.jpg

CONSELHOS E REMÉDIOS NATURAIS PARA TRATAR O REFLUXO GÁSTRICO

Ngày đăng:22/12/2017 / 148 người xem

No entanto, quando o esfíncter está fraco ou relaxa de forma inapropriada, os sucos gástricos do estômago podem voltar para o esôfago, provocando assim o refluxo gastroesofágico.
MULHERES PÓS-PARTO
upload/files/thinkstockphotos-100721344.jpg

BARRIGA DE GRÁVIDA: EM QUANTO TEMPO ELA VOLTA AO NORMAL APÓS O PARTO?

Ngày đăng:31/08/2017 / 152 người xem

Se você acabou de ter um bebê e já está preocupada em nunca mais caber naquela calça jeans dos tempos de solteira, muita calma nessa hora!

Dúvidas