DOR NO ESTÔMAGO: DESCUBRA O QUE PODE SER

Visualizações: 180

Quase todo mundo já teve dor de estômago em algum momento. Mas realmente, qualquer órgão em seu abdômen (há muitos) poderia ser o culpado.

Problemas de barriga podem ser de curta duração, ir e vir, ou aparecer apenas depois de comer – todas estas podem ser possíveis causas. Os médicos também podem executar uma série de testes para identificar a causa do problema.

A seguir, saiba mais sobre dor no estômago: descubra o que pode ser.

Cálculos biliares: São pedras que se formam na vesícula biliar, um minúsculo saco que pendura para fora sob o fígado, liberando bile quando o organismo tem a necessidade de digerir gorduras.

Estas pedras causam inchaço e podem bloquear o ducto no intestino, resultando em dor. A dor dos cálculos biliares tende a golpear o lado direito do abdômen superior, particularmente após refeições gordurosas.

Essas refeições desencadeiam a contração da vesícula biliar. Se a vesícula biliar estiver inflamada, qualquer contração desta natureza será amplificada e normalmente causará dor no estômago da pessoa.

Pancreatite: A inflamação do pâncreas pode causar dor ardente no abdômen superior ou médio. Algumas pessoas ainda têm uma dor aguda que conduz direto até as costas. Você pode inclinar-se para a frente ou deitar-se de costas para tentar aliviar a dor, que pode diminuir a dor maçante, as náuseas e os vômitos.


O alto consumo de álcool pode ser um culpado, bem como os cálculos biliares (a vesícula biliar e pâncreas entregam seus sucos digestivos para o intestino através do mesmo ducto). Este problema frequentemente requer hospitalização.

DRGE: A Doença do Refluxo Gstroesofágico, ou DRGE , pode causar dor no estômago superior e inferior, condição também conhecida como azia .

A causa? A válvula que separa o estômago do esôfago é fraca, permitindo que o alimento e o ácido do estômago sofram refluxo.

Comer muita comida ou o tipo errado de comida (alimentos gordurosos, por exemplo) pode piorar a situação. Perder peso, observando o que você come,  e fazer uso de medicamentos como antiácidos, bloqueadores H2 e inibidores da bomba de protões , também pode ajudar.

Intolerância à Lactose: Milhões de pessoas em todo o mundo têm intolerância à lactose. De fato, em algumas áreas do mundo, o número de intolerantes à lactose supera o número daqueles que podem digerir lactose, um açúcar encontrado no leite e produtos lácteos.

Este tipo de intolerância alimentar provoca dor abdominal mais suave, inchaço, diarreia, arrotos, gases e indigestão.

A solução? Evitar o consumo dos produtos lácteos, como leite e queijo.

Efeitos Secundários de Medicação: Nenhuma droga é consumida sem causar efeitos colaterais e, por vezes, inclui a dor abdominal.

Bifosfonatos orais, uma classe popular de drogas que ajudam a preservar a densidade óssea e prevenir a osteoporose, pode causar inchaço e, portanto, dor no esôfago inferior.

Medicamentos para a dor conhecidos como AINEs (drogas anti-inflamatórias não esteroides), tais como ibuprofeno e aspirina, também podem causar inchaço no revestimento do estômago e podem até levar a úlceras.

Diverticulite: É uma inflamação de “divertículos” ou bolsas que se formam no revestimento do intestino, geralmente o cólon.

Elas são parecidas com buracos perfurados no forro do cólon que tendem a ficar inflamados ou obstruídos com fezes ou outros materiais estranhos.
Os sintomas podem incluir cãibras no abdômen inferior, que podem responder a antibióticos. Uma dieta rica em fibras pode ajudar. Em casos mais graves, pode causar abscessos, sangramento e até mesmo perfurações, resultando em dor intensa, ou mesmo a necessidade de cirurgia ou uma hospitalização.

Intolerância ao glúten: Algumas pessoas reagem mal ao glúten, uma proteína encontrada no trigo, cevada e centeio. A forma mais grave de intolerância ao glúten é chamada doença celíaca .

O glúten causa danos no intestino delgado, e este passa a não funcionar normalmente e a não absorver os nutrientes. Especialistas e pacientes estão se tornando mais conscientes a respeito da intolerância ao glúten e da doença celíaca, que causa gases, inchaço, dor leve a severa e fadiga.

A incapacidade do intestino delgado para absorver nutrientes pode levar à diarreia crônica, perda de peso e até mesmo desnutrição.

Endometriose: A endometriose afeta apenas as mulheres. É uma condição que ocorre quando as células do revestimento do útero escapam e começam a crescer em outras partes do corpo, geralmente em algum lugar na pelve.

Pode resultar em dor, sangramento irregular e infertilidade. A endometriose é difícil de diagnosticar, e muitas vezes requer um encaminhamento para um ginecologista e um ultrassom pélvico.

Se a endometriose é confinada a uma pequena área, a cirurgia pode ajudar. Caso contrário, é tratada com medicação para dor e terapia hormonal, como o ciclo menstrual tende a conduzir os sintomas dolorosos.

Problemas da tireoide: Mesmo que a glândula tireoide esteja localizada no pescoço, pode causar problemas em regiões mais baixas no corpo.

A tireoide regula diversas funções no corpo, e o aparelho digestivo é um dos sistemas.

Se a tireoide produz muito hormônio (hipertireoidismo), ela acelera o trato digestivo, resultando em diarreia e cólicas abdominais.

Por outro lado, uma disfunção da tiroide (hipotiroidismo) retarda o trato digestivo, levando potencialmente a dor de constipação e gases.

Parasitas: Ninguém gosta de pensar que os sintomas da dor no estômago são devidos a um verme parasita ou outra criatura. Mas isto acontece.

Existem muitos tipos, como o Giardia e Cryptosporidium , que você pode contrair por nadar em piscinas ou lagos contaminados, ou beber água contaminada. (Ou em alguns surtos, através da cidra não pasteurizada). Pequenos protozoários podem causar cólicas, diarreia e náuseas cerca de 2 a 10 dias após a exposição (para Crypto) ou 1 a 3 semanas mais tarde (por Giardia ). Outros tipos de parasitas podem ser capturados em alimentos pouco cozidos ou contaminados.

Apendicite: A maioria das pessoas que têm apendicite, uma inflamação do apêndice, experimenta uma dor súbita que é ruim o suficiente para justificar uma ida ao atendimento de emergência.

A apendicite é mais comum em crianças e adultos jovens (embora possa acontecer em adultos mais velhos) e geralmente começa com dor no meio do abdômen, progredindo para a parte inferior direita do abdômen.

Se o apêndice não é removido, ele pode estourar, levando à peritonite potencialmente fatal.

Úlcera: A úlcera péptica, ou úlcera no estômago e duodeno (a primeira parte do intestino delgado), é uma fonte comum de dor no abdômen.
A dor geralmente atinge a região abdominal média-alta e às vezes ocorre após as refeições. Pessoas com úlceras duodenais podem acordar no meio da noite devido à dor.

Medicamentos AINE e Helicobacter pylori ( H. pylori bactérias) são as principais causas. Antibióticos e drogas de supressão de ácido são frequentemente utilizados para tratar úlceras causadas por bactérias.

Muita goma de mascar sem açúcar: Se você consumir muito sorbitol, que é encontrado em alguns produtos sem açúcar, pode sofrer dor e diarreia. De acordo com um artigo de 2008 no BMJ , uma mulher de 21 anos de idade teve uma perda de 5 quilos de peso, dor abdominal e diarreia (bem como 12 evacuações por dia) por mastigar cerca de 16 chicletes por dia.

Um homem de 46 anos apresentou sintomas semelhantes após mascar cerca de 20 gomas de mascar sem açúcar e comer doces contendo sorbitol diariamente. Em ambos os casos, a pausa no consumo resolveu o problema.

Stress: O Stress pode causar dores de cabeça, pressão alta, insônia e, sim, problemas de barriga. A depressão tem sido associada com problemas digestivos, incluindo a perda de apetite e perda de peso, bem como a síndrome do intestino irritável .

Em outras palavras, a depressão pode estar causando dores de estômago, mas a dor abdominal constante pode facilmente levar à depressão e ansiedade.

Intoxicamento alimentar: Intoxicação alimentar de vírus ou bactérias pode causar dor abdominal, juntamente com diarreia e vômitos. Muitos surtos de intoxicação alimentar têm sido vistos nos últimos anos, incluindo o consumo de carne contaminada com Salmonella.

Em casos raros, a intoxicação alimentar pode ser grave ou fatal. Em geral, os sintomas de intoxicação alimentar geralmente duram cerca de 1 a 2 dias.

No entanto, se você tem gastroenterite viral, ela pode durar um pouco mais.

Doença Inflamatória Intestinal: A doença inflamatória intestinal (IBD) é uma inflamação dentro do intestino delgado ou grosso, e inclui a Doença de Crohn e colite ulcerativa.

A inflamação de IBD pode causar cicatrizes e bloqueio, o que pode levar a dor abdominal, juntamente com diarreia e sangramento retal. Os sintomas são crônicos, mas podem aumentar e diminuir em ciclos, tornando-se por vezes difíceis de diagnosticar.

IBD precisa ser monitorado de perto, pois pode levar a problemas mais graves, até mesmo câncer.

Síndrome do Intestino Irritável: A Síndrome do intestino irritável (SII) não é a mesma que a doença inflamatória do intestino. Embora a SII também leve à dor abdominal crônica e mudanças nos movimentos intestinais (como constipação e diarreia), não é uma condição inflamatória e nunca envolve sangramento retal.

Geralmente afeta mais mulheres do que homens, é considerado menos grave do que IBD, e pode ser gerenciado através do tratamento de sintomas, tais como analgésicos.

E ao contrário do IBD, a ISS nunca progride em condições mais graves, como o câncer.

Câncer: É incomum, mas o câncer em qualquer um dos órgãos localizados no abdômen (fígado, pâncreas, estômago, vesícula biliar ou ovários) pode causar dor de estômago, mas geralmente somente nos estágios posteriores.

Geralmente há outros sintomas, como perda de apetite, perda de peso, vômitos persistentes, inchaço persistente do abdômen e mudanças recentes nos hábitos intestinais. Se uma pessoa está acostumada a ir ao banheiro uma vez por dia e isso mudou nas últimas semanas para um a cada três a quatro dias, isso merece atenção.

Fonte: www.opas.org.br

LIQUID NANO CURCUMIN OIC – LNCO é suplemento alimentar que apoia tratamento as doenças de estômago. Você só precisa de usar 3 a 5 garrafa LNCO vai ficar maralhoso como as pessoas normais.

            Este produto está em forma de líquido, bem solúvel em água, beber fácilmente, e seu corpo pode absorver tudos os nutrientes de curcumina. Além disso, O produto pode ser aplicado à superfície da pele da cara para beleza ou aplicado à escapa para escurecer e craquelé de pele.

 

Endereço da Empresa

No 09 BT2  Península Linh Dam, Bairro Hoang Liet, Distrito Hoang Mai, Cidade Hanói, Vietnã.

Localização de Negócios: EDIFÍCIO COMÉRCIAL  DE NHAT HAI NEW TECHNOLOGY JOINT STOCK COMPANY –  No 66 Rua Trung Hoa, Distrito Cau Giay, Cidade Hanói, Vietnã.

OIC Nano Tecnologia R&D: Rua C*, Zona Alta tecnologia Hoa Lac, Tan Xa, Distrito Thach That, Hanói, Vietnã

Tel:  (+84) 932 649 168 / (+84) 914 688 787          Hotline: +84 914 888 062

E-mail: oicnghianb@oic.com.vn

  Facebook: https://www.facebook.com/liquidnanocurcumin/

DOENÇAS DE ESTÔMAGO
upload/files/foto_medium.jpg

CONSELHOS E REMÉDIOS NATURAIS PARA TRATAR O REFLUXO GÁSTRICO

Ngày đăng:22/12/2017 / 69 người xem

No entanto, quando o esfíncter está fraco ou relaxa de forma inapropriada, os sucos gástricos do estômago podem voltar para o esôfago, provocando assim o refluxo gastroesofágico.
MULHERES PÓS-PARTO
upload/files/thinkstockphotos-100721344.jpg

BARRIGA DE GRÁVIDA: EM QUANTO TEMPO ELA VOLTA AO NORMAL APÓS O PARTO?

Ngày đăng:31/08/2017 / 95 người xem

Se você acabou de ter um bebê e já está preocupada em nunca mais caber naquela calça jeans dos tempos de solteira, muita calma nessa hora!

Dúvidas